Audi electrifica o deserto com o RS Q e-tron

Audi electrifica o deserto com o RS Q e-tron

No ano em que a Audi comemora 50 anos do seu famoso slogan “Vorsprung durch Technik” (Na Vanguarda da Técnica), de Ingolstadt sai um novo produto que pode revolucionar uma das provas mais exigentes do desporto automóvel: o Rali Dakar.

A estreia da Audi Sport será feita com o Audi RS Q e-tron, um conceito inovador que combina um motor TFSI com uma transmissão elétrica conectada a uma bateria de alta voltagem e um conversor de energia altamente eficiente.

O carro tem três geradores (motores) elétricos (MGU), dois para os eixos frontal e traseiro, diretamente oriundos do Audi e-tron FE07 da Fórmula E, e um terceiro para recarregar as baterias em prova, algo que será  naturalmente  complementado com a  recuperação  de  energia oriunda das  travagens,  como  em qualquer híbrido de estrada. O motor de combustão é oriundo do bloco TFSI “campeão” do DTM.

Com este conceito inovador, a Audi pretende ser o primeiro fabricante de automóveis a utilizar uma transmissão eletrificada, em combinação com um conversor de energia para competir pela vitória no Dakar, contra os concorrentes “convencionais” no rali mais difícil do mundo: “O quattro foi uma pedra no charco para o Mundial de Ralis, a Audi foi a primeira marca a ganhar as 24 Horas de Le Mans com um sistema de transmissão eletrificado. Agora, queremos inaugurar uma nova era no Rali Dakar, e aproveitamos para testar e desenvolver a nossa tecnologia e-tron, em condições extremas”, disse Julius Seebach, Diretor Geral da Audi Sport GmbH e responsável pelo desporto automóvel na Audi. “O nosso RS Q e-tron foi criado numa folha de papel em branco num tempo recorde e representa a ‘Na vanguarda da Técnica’.

O Audi RS Q e-ton em números:

▪   170 km/h (velocidade máxima, limitada pelos regulamentos do Dakar)

▪   4,5 seg (aceleração dos 0-100 km/h em piso de baixa aderência)

▪   52 kWh (capacidade da bateria)

▪   370 kg (peso da bateria)

▪   44,7 kg (peso de cada conjunto roda e pneu)

▪   4 km (comprimento da cablagem instalada no RS Q e-tron)

Ao volante dos 3 impressionantes Audi RS Q e-tron estará uma autêntica “dream team”: Mattias Ekström

/ Emil Bergkvist (Suécia), Stéphane Peterhansel / Edouard Boulanger (França) e Carlos Sainz / Lucas Cruz (Espanha). “Não é exagero falar numa “dream team”, diz Julius Seebach. “O Stéphane é o piloto do Dakar mais bem-sucedido de todos os tempos. O Carlos venceu por diversas vezes o Dakar e foi campeão mundial de Rali. Com o Mattias, já comemorámos muitos sucessos da Audi no passado. É um dos pilotos mais versáteis do mundo. Além de muita velocidade, todos eles trouxeram muito conhecimento e motivação para a nossa equipa. O mesmo se aplica aos seus co-pilotos, que desempenham um papel cada vez mais importante no Rali Dakar.”

A 44.ª edição do Rali Dakar, que se disputa de 01 a 14 de janeiro de 2022, terá um prólogo e 12 etapas e será para a Audi um regresso arrojado e inovador aos ralis, disciplina que marcou o início da história de sucesso da Marca no desporto automóvel. #OFuturoéumaAtitude

Os comentários estão fechados.

Este sítio utiliza cookies próprios para melhorar o respetivo desempenho e a experiência do utilizador. Clique em ACEITAR para receber todos os cookies e aceder aos conteúdos. política de cookies ACEITAR

Aviso de cookies